sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

OPERADORA DE INTERNET TEM 30 DIAS PARA RESOLVER APAGÕES

MPF/AC estabelece prazo para “OI” resolver apagões digitais no Acre
Oi celular e telefonia tem um prazo de 30 dias para apresentar aos procuradores um plano de contenção de apagões digitais
Representantes da empresa “Oi - celular e internet” e da Agência Nacional de Telecomunicação – Anatel -, estiveram reunidos na tarde desta sexta-feira, 11, com procuradores do Ministério Público Federal e, Estadual, a fim de buscar uma alternativa para erradicar os recentes apagões nos serviços de telefonia e internet no Acre. A reunião foi provocada após pressão de deputados federais, estaduais, PROCON e da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Acre e movimentos sindicais.
A transmissão de dados via internet no Acre, depende dos cabos de fibra ótica que vem de Rondônia, Estado vizinho. Os usuários desse serviço são sempre surpreendidos com o rompimento dos cabos de trafegam os dados para as cidades acreanas. E a Oi se restringe a informar aos seus clientes: houve um rompimento no cabo de fibra ótica. Esses rompimentos podem ser ocasionados pelas chuvas ou por máquinas agrícolas. Mas nunca uma solução é apresentada para reverter às dificuldades.
Pelos prejuízos ocasionados ao Estado, a OI, foi multada pelo PROCON. A ação judicial prever multa de até R$ 3 milhões. Somente em Rio Branco houve quatro quedas nos sinais para a transmissão de dados em menos de 8 dias - todas com media de 4 horas de duração,  sendo que em um desses apagões os usuários ficaram sem comunicação via Internet por quase 6 horas. Noutros meses, os apagões digitais também causaram transtornos em todos os setores, inclusive nos hospitais públicos e privados, escolas, imprensa, entre outros locais.
CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário