sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

AS CONTRADIÇÕES DO SENADOR ANIBAL DINIZ

Meu Caro Francisco,
Apresento a seguir dois pequenos textos noticiários que, ao mesmo tempo, contradizem a posição do Senador Aníbal Diniz e contesta a afirmativa falsa de que há risco de surto de cólera e doenças sexualmente transmissíveis.
Veja o Que disse o Senhor Abrahim Farahat, do gabinete do Senador Anibal Diniz:
“Os acreanos têm uma dívida de solidariedade com outros povos desde a grande cheia do rio Acre, de 1987, quando recebemos doações até de bribotes da Holanda e da Dinamarca”, lembra Abrahim Farhat, o Lhé, assessor do gabinete do senador Anibal Diniz e um dos fundadores do comitê.
E veja o que diz o Senhor Henrique Corinto, secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado do Acre:
"A possibilidade de que os imigrantes possam trazer para o Brasil a epidemia de cólera registrada no Haiti está descartada, pois há um rígido controle sanitário e epidemiológico na fronteira. De acordo com Corinto, um posto da Secretaria de Saúde foi transformado em referência para a realização de exames de cólera e de doenças sexualmente transmissíveis. Só depois que o imigrante apresenta um cadastro da Secretaria Estadual de Saúde comprovando a realização dos exames ele pode obter o visto da Polícia Federal”, explica.
Definitivamente o Acre não tem miséria por causa dos haitianos. Negar ajuda a estes irmãos é questão de ética, não de politicagem e não cabem meias verdades.
Bom trabalho.
Lindomar Padilha
O autor deste texto além de cidadão coordena o Cimi Acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário