terça-feira, 7 de dezembro de 2010

OS MELHORES JORNALISTAS DE 2010 NO ACRE


Jornalistas do Vale do Juruá venceram duas categorias do prêmio mais importante do Estado. 
No Oscar do Jornalismo Acreano, o repórter Genival Moura levou o prêmio em telejornalismo principal categoria do prêmio e fez a festa com Luciana Teixeira, que recebeu o prêmio por produzir a melhor reportagem de rádiojornalismo na categoria indústria.
Tendo como cinegrafista e editor o repórter Joseilson dos Santos, a matéria produzida pelo repórter Genival Moura especial para a TV Juruá, conta o drama vivido por integrantes de uma família no município de Mâncio Lima que sofrem de uma doença, até agora desconhecida. A doença que parece ser hereditária começa a se manifestar em idades variadas. Suas vítimas começam perdendo a coordenação motora e os movimentos dos braços e das pernas ficam mais lentos, atinge também a voz e o caminho é a cadeira de rodas, muitos já morreram. 
Na reportagem com mais de 13 minutos de duração, são ouvidos profissionais de saúde em Cruzeiro do Sul e Rio Branco e ainda são usadas cenas de uma série japonesa baseada em uma história real, de uma adolescente que aos 15 anos começou a sofrer de uma doença semelhante a que faz vítimas em Mâncio Lima. A garota foi orientada pelo médico a escrever um diário relatando todo sofrimento até o fim de seus dias. O diário serviu de roteiro para a série intitulada “Um litro de lágrimas”.
Luciana Teixeira repórter das rádios Aldeia, Difusora e Integração, ganhou o prêmio de rádiojornalismo indústria, matérias que mostram o crescimento da indústria e boas histórias de vida. Em 2009, Luciana ganhou na categoria radiojornalismo, conquistada este ano pelo repórter Djane Pinto da Rádio Difusora de Sena Madureira.
Em cada categoria são anunciadas três matérias que chegam a final para anunciar o vencedor, em rádiojornalismo indústria as três que decidiram foram de Luciana Teixeira, sendo necessário anunciar apenas qual reportagem de Luciana seria a vencedora.  
Em 2009 o prêmio de telejornalismo também veio para o Juruá, com a repórter Jaqueline Teles da TV Juruá.
A maior participação dos jornalistas do interior do Acre que estão resultando em prêmios, se deve a presença do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre (Sinjac) nos municípios mais afastados. De acordo com o presidente da entidade, Marcos Vicentti, a entidade procura mostrar que os profissionais do interior são capazes e estão em condições iguais aos jornalistas da capital para concorrer o prêmio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário