domingo, 28 de novembro de 2010

DESABAFO


PESSOAL MANIFESTO DO SABER ÀS FRENTES DE COSTAS
Por *João Veras
Da propaganda (como indústria):
Um governo não se faz somente licitando concreto, ferro e asfalto.
Um governo não se faz com pomposas paisagens urbanas, simplesmente.
Um governo não faz espalhando galões de tintas multicores e pinceis.
Um governo não se faz tão-só com fabulosas estórias e estórias fabulosas.
Um governo não se faz construindo artifícios de satisfações sociais postiças.
Um governo não se faz só para ser visto de fora apostando na cegueira de dentro.

Do controle (suposto):
Um governo não se faz com ódio e penas à diferenças, à critica e aos que não aderem.
Um governo não se faz selecionando quem deve merecer cidadania.
Um governo não se faz tentando impor um pensamento único, ser detentor da verdade.
Um governo não se faz na fé, por si só, de que produz o correto e o melhor.
Um governo não se faz ditando formas de lidar com os sentidos, os seis e outros.
Um governo não se faz controlando seus fiscais institucionais e sociais. Se teme, deve.
Um governo não se faz com censura, medo da difusão do olhar do outro. Por quê?

Dos enganos (tentados):
Um governo não se faz para  manter as sujeiras da ganancia humana.
Um governo não se faz apostando no aquecimento, e não lembrar que a memória sempre sobrevive.
Um governo não se faz sem deixar de considerar que ninguém se sente bem enganado.
Um governo não se faz subestimando capacidade e percepções humanas.
Um governo não se faz dando rabissaca pro passado que tanto sonhou, e ainda sonha.
Um governo não se faz somente com o que está à sua vista. Para os seus.
Um governo não se faz com contorcionismos e outros esquemas de enganação à lei.
Um governo não se faz Um governo não se faz da democracia um mero plano de faz-de-conta.
Um governo não se faz mentindo.
Um governo não se faz com aparências.

Do saber (como poder):
Porque nós sabemos, senão saberemos.
Se este fato resulta em algo, sabemos, e os governos sabem, nem que seja num certo dia.

* Músico, poeta, compositor musical, advogado, ativista cultural.(foto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário