terça-feira, 26 de outubro de 2010

IMPRENSA NACIONAL REPERCUTE RENÚNCIA DE JUIZA ELEITORAL

Os jornais O Globo, Estadão, Tudo Rondônia e Diário do Pará publicam em suas edições desta terça-feira (26), a noticia da renúncia da juíza eleitoral Arnete Guimarães, do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, que estava sendo investigada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), acusada de beneficiar o Partido dos Trabalhadores do Acre (PT/AC) e o senador eleitor Jorge Viana, acusado de compra de voto.
Arnete poderia ser punida pela Corregedoria Nacional de Justiça e pela Corregedoria da Justiça Eleitoral. Se ficassem comprovadas as acusações, ela poderia ser aposentada compulsoriamente. Como renunciou ao cargo que ocupava por indicação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), os processos serão arquivados e ela não será punida administrativamente.
A carta de renúncia foi lida ontem, durante sessão da corte. Arnete só foi descoberta com ajuda da Policia Federal e do Ministério Público Eleitoral que acompanharam os passos dela, e descobriram conversas e relações com a esposa de Jorge Viana, numa clara tentativa de abafar as investigações de corrupção eleitoral contra o senador eleito.
O governo e o PT acreano conseguiram impedir que a informação circulasse com ênfase apenas nos jornais locais, mas no cenário nacional o assunto foi especulado detalhadamente. Assim evidencia-se Acre mais uma vez na imprensa de todo país, com noticia ruim, desta vez envolvendo os Viana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário