segunda-feira, 4 de outubro de 2010

GAROTAS NO HELICÓPTERO DO GOVERNO GERAM POLÊMICA

O helicóptero esquilo (modelo AS350), adquirido pelo Governo do Estado do Acre no valor de R$ 7,9 (sete milhões novecentos e quarenta e cinco mil reais) e comprado da empresa Helibrás pode  está sendo usado por militares para se “divertir” com garotas.
Em fotos publicadas pelo blog “Noticia e Fato”, garotas aparecem fazendo poses sensuais dentro da aeronave, em trajes mínimos. E três homens fardados, que devem fazer parte do grupo de pilotos e da Policia Militar  estadual, empunham armas de grosso calibre ao lado das meninas. As fotos foram extraídas às margens de um dos rios, ou, igarapés do Acre. Pelas cores exibidas na fuselagem é possível reconhecer que a aeronave pertence ao Acre. 

Ainda não se sabe se as garotas são funcionárias públicas. Mas tudo indica que as imagens teriam sido captadas por eles e, distribuido na internet como troféu de maneira jocosa para mostrar o passeio. Durante o horário eleitoral surgiram denúncias de uso do equipamento para o transporte de políticos. A oposição disse que tudo ocorreu em período eleitoral.
Calcula-se que o Acre deve gastar cerca de R$ 23, 1 milhões na manutenção da aeronave, incluindo a construção, contratação de recursos humanos e infraestrutura do hangar. Somente de equipamentos básicos para manutenção, segurança e funcionamento devem ser empregados mais de R$ 1, 8 milhões. O hangar vai consumir mais R$ 310 mil.
O Ministério Público Federal (MPF) no Acre entrou com ação civil de restituição de patrimônio público para anular contrato celebrado entre a Helibrás – Helicópteros do Brasil S/A e o Estado do Acre em razão de irregularidades detectadas na compra dessa aeronave. A aquisição foi fruto de convênio celebrando entre o Acre e o Ministério da Justiça.
Em outra ação judicial o MPF recomendou ao governo do Acre mudanças na pintura da estrela vermelha que figura na fuselagem do helicóptero. Os procuradores alegaram que a pintura tem associação com a estrela vermelha do Partido dos Trabalhadores, e, não tem nenhum caráter educativo.
Segundo o MPF apesar de a bandeira do Acre conter uma estrela vermelha, a enorme desproporção em que disposta aquela pintada na aeronave acaba por confundi-la, no plano fático, com a marca registrada do PT, partido que, por seus representantes, exerce a chefia dos dois Poderes Executivos envolvidos na aquisição do helicóptero. A administração estadual estaria aproveitando-se da semelhança parcial dos dois símbolos. Esta semelhança não poderia ser realçada na publicidade governamental com fins de promoção de sua agremiação partidária à custa do erário público.
As imagens das garotas e dos militares pousando ao lado da aeronave devem ser anexadas ao calhamaço de papéis da ação judicial contra o Estado que tramita no MPF e na Justiça Federal acreana. Vão servir como provas de uso inadequado da aeronave e fundamentar ainda mais a necessidade do dinheiro da compra do helicóptero ser devolvido aos cofres públicos. 

Leia a resposta do Comandante da aeronave sobre as fotos, aqui. 
PARA VER MAIS FOTOS, CLIQUE AQUI. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário