terça-feira, 21 de setembro de 2010

JORNALISMO ACREANO EM DEBATE

Alunos da Ufac realizam debates sobre o jornalismo acreano. A primeira das quatro rodadas mensais acontece dia 27, com Nilda Dantas e Ayres Rocha discutindo sobre o telejornalismo no Acre

Ezi Melo - As mudanças ocorridas nas últimas décadas, dificuldades, pontos positivos e negativos e desafios do jornalismo acreano. Estes serão temas de quatro rodadas de debates promovidos pelos alunos do 7º período de Comunicação Social / Jornalismo da Universidade Federal do Acre (Ufac). A primeira rodada acontece no dia 27, na Biblioteca da Floresta Marina Silva, a partir das 19h, quando será debatido o telejornalismo acreano.

As rodadas de discussões fazem parte do “Projeto de extensão Em Pauta - O jornalismo acreano em debate”, elaborado como conteúdo de uma das disciplinas do curso. O projeto tem à frente o professor Wagner Costa. Ele diz que o objetivo é apresentar um pouco da história do jornalismo no Acre, assim como sua realidade, a partir da experiência de profissionais que estão no mercado há algum tempo.

A primeira rodada de discussões terá a participação dos jornalistas Nilda Dantas e Ayres Rocha. Nilda foi uma das primeiras apresentadoras de telejornais locais, na TV Acre, que integra a Rede Amazônica de Televisão, retransmissora da Rede Globo. Passou por outras emissoras e há mais de 20 anos também comanda programas na Rádio Difusora Acreana. Ayres, há mais de 20 anos trabalha na TV Acre, onde apresenta telejornais desde 1990.

No dia 20 de outubro, a discussão será em torno do fotojornalismo no Acre, também com a participação de profissionais consolidados no mercado. O jornalismo impresso será debatido em 12 de novembro e o radiojornalismo em sete de dezembro. Os debates são abertos a toda a comunidade e terão a participação de profissionais e estudantes de Jornalismo. Os participantes terão direito a certificado de quatro horas.

Um comentário:

  1. Qualquer pessoa pode participar, mesmo não sendo jornalista?

    ResponderExcluir