terça-feira, 10 de agosto de 2010

DONO DO JORNAL "A TRIBUNA" É CONDENADO POR DOAÇÃO IRREGULAR NAS ELEIÇÕES

Empresário Ely Assem de Carvalho um dos barões das comunicações em Rio Branco, Acre, dono do jornal “A Tribuna”, foi proibido pela justiça eleitoral de participar de licitações e realizar contratos com o Poder Público durante cinco anos, a partir do dia 28 de abril de 2010, data da publicação da decisão.


De acordo com a representação (n.º 141-37.2010.6.01.000), por meio do Acórdão TRE/AC (n.º 1.838/2010), a empresa E. A Carvalho (ME), inscrita no CNPJ sob o n.º 14.365.753/0001-05, com endereço na Avenida Ceará, n.º 2.150, no Bairro Jardim Nazle, foi condenada ao pagamento de multa no valor de R$ 97.900, 00 (noventa e sete mil e novecentos reais), e, está proibido de celebrar convênios, participar de licitações com Estado e Município, durante os próximos cinco anos.


O empresário feriu a lei brasileira que permite limite de doações para campanhas eleitorais por pessoas jurídicas. Ely Assem de Carvalho teria doado quantia em dinheiro acima do teto legal permitido, para campanha de candidatos às Eleições de 2006.


Doações - Há quatro anos de acordo com o cruzamento de dados feitos com a Justiça Eleitoral, Tião Viana (PT) recebeu de doações eleitorais no valor de R$ 797 mil, entre recursos repassados via comitê eleitoral e diretamente ao candidato. Ely Assem de Carvalho, que foi condenado pela justiça, repassou R$ 1. 525 (um mil, quinhentos e vinte e cinco reais) para campanha do senador, que agora disputa o governo do Acre.


Os dados são projeto “Às Claras”, da organização não governamental Transparência Brasil, que desde 2002 faz um pente fino em todas as pessoas jurídicas e físicas que financiaram campanhas eleitorais, para Presidente e Senador da República, Governador, Deputados Federais, Estaduais, Distritais, Prefeitos e Vereadores.


Segundo o site, “Congresso em Foco”, Ely Assem repassou R$ 10. 770 mil (dez mil, setecentos e setenta mil reais) para a campanha eleitoral de Arnóbio Marques (PT), que foi eleito por maioria dos votos governador do Estado. A doação teria ocorrido em 2006. Naquele periodo a campanha de Arnóbio, teve doações declaradas que se aproximavam dos R$ 3 milhões. O empresário não foi localizado para comentar a decisão judicial.


LEIA TAMBÉM:


“Eli Assem de Carvalho, dono do jornal A Tribuna: trambiqueiro e ditador”


Nenhum comentário:

Postar um comentário