segunda-feira, 30 de agosto de 2010

E A OPOSIÇÃO ACREANA VAI SE RENDENDO...

Em Sena Madureira, PMDB endossa plano de governo da Frente Popular

O município de Sena Madureira, que foi a primeira capital do então território acreano, voltou a fazer história no início da noite da última sexta-feira, 27/08, durante os debates envolvendo a população e os candidatos majoritários da Frente Popular do Acre (FPA) na elaboração do plano de governo que Tião Viana pretende executar como governador no período de 2011 a 2014. Uma multidão de militantes se concentrou no Parque das Acácias, naquele município, para ouvir o candidato ao governo e os candidatos às duas vagas ao Senado, Edvaldo Magalhães e Jorge Viana.

Na multidão, estavam o presidente do PMDB de Sena Madureira, Adalberto Brito, e seu filho, o vereador Pitel Brito, presidente da Câmara Municipal. Primo da ex-governadora Iolanda Fleming, que concorre a uma vaga na Assembléia Legislativa pelo PTB, um dos partidos que integram a FPA, Adalberto Brito foi levado em sua cadeira de rodas para o palco onde se encontravam os candidatos majoritários e proporcionais da coligação para declarar o apoio.

“Estou aqui porque não vejo nenhuma incoerência em o PMDB apoiar a Frente Popular, uma vez que o presidente nacional do nosso partido (Michel Temer) é o vice da futura presidente Dilma Rousseff”, disse Adalberto. “Além do mais, fomos convidados a integrar a coligação pela ex-governadora Iolanda Fleming, a quem respeitamos como liderança política e a quem jamais poderíamos negar apoio, principalmente porque reconhecemos o esforço da Frente Popular, na pessoa do Tião Viana, do Jorge Viana e do Edvaldo Magalhães em fazerem as coisas acontecerem em nosso estado”, acrescentou o dirigente.

O presidente da Câmara Municipal, Pitel Brito, que está em seu segundo mandato de vereador, disse que, a partir da adesão, vai percorrer o estado para pedir que outros dirigentes do PMDB apóiem a Frente Popular. “É uma questão de coerência porque o PMDB integra a chapa presidencial”, disse. “Vou pedir, sobretudo à juventude do PMDB, que não desperdicem esse momento raro que nós temos”, afirmou.

Tanto Tião quanto Jorge Viana e Edvaldo Magalhães manifestaram satisfação pelas adesões. “É um encontro de ideais”, disse Tião Viana aos militantes do PMDB que aderiram a sua candidatura. “Estamos juntos por uma causa, a causa dos acreanos”, acrescentou Jorge Viana, enquanto Edvaldo Magalhães anunciou que se sente muito próximo à vitória e do mandato de senador porque, por onde passa tem recebido esse tipo de apoio. “É o Acre cada vez mais unificado e mais forte”, disse.

Da assessoria, foto: Sérgio Vale.

Nenhum comentário:

Postar um comentário