sábado, 27 de março de 2010

O HOMEM DO MENSALÃO E SEUS AMIGOS ACREANOS


ARCHIBALDO ANTUNES - José Dirceu continua réu no processo do mensalão. O caso se arrasta desde 2007 no Supremo Tribunal Federal, como convém aos larápios que podem contar com a assistência de sapientes jurisconsultos.

Na semana passada, dia 14, o relator, ministro Joaquim Barbosa, incluiu na pauta da sessão do STF uma discussão sobre o andamento do processo contra os 40 mensaleiros que, na versão do então procurador geral da República, Antonio Fernando Souza, eram liderados por Dirceu.


Ninguém de bom senso duvida que as firulas legais estiquem o caso por muitos anos ainda. Faz parte da nossa cultura jurídica que ladrão graúdo envelheça longe do cárcere. Quando pegam algum, como ocorreu com José Roberto Arruda, é por questões alheias à pilhagem.


Dirceu veio ao Acre dar palestra sobre a conjuntura política atual. Ele tem currículo extenso e interesses variados. Não é economista, como se sabe. Mas posa de professor da matéria por onde passa. Aqui não agiu diferente. Ciceroneado pelo ex-governador Jorge Viana, falou sobre vários assuntos com conhecimento de causa.


Jornalistas que foram à palestra no auditório da Fieac se impressionaram com o que ouviram. Alguns saíram com a impressão de que Jorge Viana ainda tem muito a aprender com o ex-ministro. Ledo engano.


O ex-governador do Acre, acreditem, tem currículo suficiente para dar aula a Zé Dirceu.


EDMILSON ALVES - Fernandinho Beira-Mar sabe utilizar armas de fogo. José Dirceu também sabe.


Beira-Mar aprendeu nos morros cariocas. Dirceu em Cuba.


Beira-Mar é poderoso. Dirceu também é.


Beira-Mar optou pelo tráfico de drogas. Dirceu pelo tráfico de influência.


Beira-Mar só foi encarcerado depois de um claro entendimento político da necessidade de se prender um grande chefe do crime. Pois a sociedade clama por segurança e justiça.


José Dirceu é réu do Supremo Tribunal Federal – STF - no processo do mensalão - o maior esquema de roubo de dinheiro público já descoberto no Brasil.


De acordo com STF, Dirceu seria o chefe e mentor da quadrilha que desviou, somente em um ano, entre 2003 e 2004, R$ 55 milhões do nosso ‘suado dinheiro’. É por essa e por outras: que somos obrigados à pagar aluguel sem direito à casa própria; Que frequentamos escolas, mas não temos ensino. Que trabalhamos tanto, mas estamos sempre sem dinheiro.


Dirceu já foi condenado pela Câmara dos Deputados, perdera o mandato e teve seus direitos políticos cassados.


Dirceu só será preso se houver um entendimento político da necessidade de se combater os abusos da corrupção cometidos por políticos.


A tradição do STF é a de inocentar políticos envolvidos em maracutaias e roubalheiras - mesmo que exista um caminhão carregado de provas. Por isso, Dirceu poderá sair livre e zombar de mim e de você. Tal como fez nesta quinta-feira, 25, vindo ao Acre palestrar para empresários acrianos e para petistas de carteirinha – uma afronta de envergonhar o Povo do Acre.


O ministro Joaquim Barbosa - que vota em Lula e por Lula foi levado ao STF - é o responsável pelas mais consistes provas de envolvimento de Dirceu com os desvios de dezenas de milhões de reais e dólares. Mas o PT acriano simplesmente ignora o primeiro ministro negro a chegar a Suprema Corte.


Se a decisão de prender Dirceu será política - assim como foi com Beira-Mar – temos que condenar atitudes como estas do PT acriano e de alguns empresários que preferem ignorar todas as evidências e aplaudir o homem do mensalão.


Dirceu por Dirceu. Vamos convidar Beira-Mar para palestrar aos empresários acrianos. Só que desta vez, preferiremos a Catedral da Igreja Católica – como àquela torre foi custeada com dinheiro do contribuinte acriano, não seria nada de mais pedir algo em troca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário