sexta-feira, 13 de novembro de 2009

TRILHAS URBANAS NO REFLEXO DO ESPELHO

Em terceira obra, Dandão volta a explorar a liberdade oferecida pela crônica

Por Fábio Pontes

O futebol é uma das paixões do cronista esportivo

"Trilhas Urbanas no Reflexo do Espelho” é o terceiro livro do cronista. A análise que o jornalista e escritor Francisco Dandão fez do polêmico jogo entrte Fluminense e Palmeiras, no último final de semana, gerou o comentário de um leitor indignado com o conteúdo do texto. Afinal de contas, o que tinha a ver a literatura policial da primeira metade do século passado com uma partida de futebol? Assim como nos romances policiais o culpado sempre é o mordomo da família, a torcida perdedora sempre descarrega no árbitro o fracasso do time – como fizeram os palmeirenses. “É um texto sem pé nem cabeça”, reclamava ele.

Essa é apenas uma das formas encontradas pelo cronista esportivo Dandão para analisar o futebol, uma de suas paixões. Depois de duas obras, agora ele lança seu terceiro livro: “Trilhas Urbanas no Reflexo do Espelho” (Scortecci, 166 páginas). São 56 crônicas publicadas nos jornais acreanos entre 1998 e 2008. Ao invés de trabalhar com o factual e o concreto do jornalismo, Dandão prefere “viajar” pela liberdade proporcionada pela crônica, aquela que possibilita escrever “sem pé nem cabeça”.

“A crônica permite ao autor criar, brincar, soltar a imaginação, mentir, ironizar. O jornalismo é mais objetivo”, diz ele. O título da coletânea caiu como uma luva para o autor. “Trilhas urbanas” é a forma de dizer ao leitor que aquela é uma obra escrita por um homem citadino, cosmopolita, pouco conhecedor da realidade de quem está no campo, na floreta.

O “no reflexo do espelho” simboliza a teoria de que tudo pode ser invertido – efeito provocado pelo espelho -, de que as crônicas reunidas nas 166 páginas podem ser interpretadas não somente pela forma como o autor quis transmitir, mas de várias. Como o leitor (palmeirense ou fluminense) da controvertida arbitragem de Carlos Eugênio Simon não entendeu. É o poder e a fascinação que só este gênero da literatura pode proporcionar.

Titular da Cadeira 28 da Academia Acreana de Letras, Dandão já tem publicado “A Arte do Chute na Rede do Improvável”, de 2002, e “Verdades Absolutas e Outra Mentiras (2005). “Trilhas Urbanas no Reflexo do Espelho” será lançado nesta sexta-feira (13), no Sesc Centro, a partir das 20h.

FOTO: Diego Gurgel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário