terça-feira, 17 de novembro de 2009

CHAPA DE JACIARA EM FEIJÓ É ACUSADA DE ABUSO DE PODER ECONÔMICO

Justiça eleitoral recebeu denúncias de uso da máquina pública, e, que voto está sendo negociado por combustiveis

Nem mesmo a cassação do ex-prefeito feijoense, Juarez Leitão (PT), pela justiça eleitoral, acusado de compra de voto, serviu de lição para Frente Popular. Militantes ligados a chapa de Jaciara Rodrigues (PT), candidata a prefeitura da cidade de Feijó estão sendo freqüentemente denunciados na justiça por abuso de poder econômico.

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre, não dispõe na cidade de estrutura pra fiscalizar efetivamente o processo eleitoral, nem o disque denúncia existe. Enquanto isso, os apoiadores de Raimundo Ferreira [Dimdim], tentam fazer o trabalho da justiça. O ex-prefeito Francimar Fernandes (PT) um dos maiores articuladores da candidatura de Jaciara, foi flagrado em comunidades ribeirinhas distribuindo combustíveis. De acordo com a denúncia Fernandes foi abordado em embarcações carregando quase 2 mil litros de óleo diesel, enquanto que o suficiente para a viagem não ultrapassaria 200 litros.

A juíza da cidade recebeu denúncia de que a máquina pública estava sendo usada para beneficiar a candidata petista. Um barco destinado para o transporte da merenda escolar, teria sido utilizado também para transportar o ex-prefeito Francimar, em campanha. O que chamou atenção da justiça é que a merenda não chegou ao seu destino, teve que ser descarregada na sede da Secretaria Municipal de Educação, deixando professores e funcionários revoltados.

O amadorismo de Francimar para conquistar o eleitorado, deixou inclusive integrantes da FPA na cidade revoltados, foram em praça pública protestar contra Fernandes, e dizem votar em branco.

O freqüente número de denúncias à justiça, já anda tirando a tranqüilidade da pacata cidade. O advogado da coligação de Dimdim, estaria sendo ameaçado de morte. Por prevenção, Silmer Cavalcantes do Nascimento, circula pelas ruas da cidade com três seguranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário