sexta-feira, 9 de outubro de 2009

PREFEITO DE PLÁCIDO DE CASTRO É ACUSADO DE BENEFICIAR SUA FAMILIA COM LICITAÇÕES


Vereadores Francisco Tavares, Jamislene Araújo, Maria do Socorro e Laurita Lima vão oferecer denúncia ao MPF.

A maré de azar do prefeito de Plácido de Castro, Paulinho Almeida (PT), ainda não acabou. Após ter sido denunciado e ao mesmo tempo inocentado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE), das acusações de compra de votos nas eleições de 2008, agora o petista pode voltar aos tribunais, se depender das denúncias de um grupo de vereadores de oposição. O prefeito deve ser indiciado por crimes como formação de quadrilha, corrupção, improbidade administrativa, e até lavagem de dinheiro. Pelo menos é o que propõe a bancada de oposição que afirma ter provas e relatórios das irregularidades. As denúncias serão encaminhadas para o Ministério Público Federal, e os parlamentares já avisaram que vão continuar a caçada para tirar a chave do cofre municipal das mãos de Almeida. De acordo com relatório inicial, tanto o consumo como as compras de combustíveis e lubrificantes feitos pelo município estão superfaturados.

O prefeito já teve a primeira derrota. Mesmo com apoio da maioria dos vereadores, ele não conseguiu evitar a instalação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), que está apurando diversos crimes da administração municipal. O mais novo desvio de conduta, na avaliação da oposição, teria sido o pagamento de cotas milionárias de combustíveis para determinadas secretárias que, não possuem se quer um carro oficial disponível. O detalhe mais curioso, é que em todas as licitações analisadas pela Comissão de Inquérito favorecem apenas um empresário: José de Almeida Filho - que é pai do prefeito Paulinho Almeida, e dono de um dos maiores postos de combustíveis da cidade. O prefeito um dos herdeiros da família, também seria beneficiado com o suposto desvio de recursos.

Os vereadores Francisco Tavares de Souza e Jamislene Araújo ambos do PMDB, Laurita Lima (PSL) e Maria do Socorro (PTN), engrossam o caldo das denúncias. Somente para se ter uma idéia, a Secretária de Gabinete em 2008, mesmo sem possuir nenhum carro a disposição consumiu o equivalente a R$ 58 mil de combustiveis. Até este ano ainda não havia nenhum registro de compra, ou licitação para aluguel de veículos para a referida pasta. Outro erro encontrado nas contas do prefeito é que um carro adquirido em 2009, já tinha cota de combustíveis sendo gasto no ano anterior. Em fevereiro deste ano o pai do prefeito teria sido contemplado com uma licitação no valor de R$ 502 mil. De acordo com dados da Comissão de Inquérito, o consumo de combustíveis aumentou na administração de Paulinho em 100%, mesmo sem que a prefeitura tivesse veículos para justificar este exagero.

“Pra mim isso é uma aberração com dinheiro público. O pior é que o prefeito é um dos herdeiros do pai, dono do único posto de gasolina que sempre ganha todas as licitações. Já constatamos desvios grandes e vamos sem medo entrar com uma ação no Ministério Público Federal”, disse a vereadora Laurita. O relatório final da CEI será votado em sessão nos próximos dias, sem a garantia de aprovação, já que a bancada do prefeito é expressiva.

Os vereadores alertam que se a cidade não tem investimentos, algo deve está acontecendo com o dinheiro público. E não precisa andar muito para comprovar tudo isso. Ao longo da rodovia de acesso e a poucos metros da entrada da cidade famílias ocupam barracos que ameaçam desabar. Além da falta de habitação, o povo reclama dos serviços de saúde, água tratada, energia elétrica, pavimentação e manutenção de ruas e, incentivo a produção agrícola. Na Vila Campinas, uma das maiores comunidades locais, famílias estão revoltadas com a ausência do poder público. Mesmo sendo aliado do mesmo grupo político do presidente Lula, com apoio do governo do estado (Binho Marques) e um senador da república (Tião Viana), Paulinho Almeida aparentemente não é bem visto entre seus eleitores.

Procurado pela reportagem, o prefeito não foi localizado. Assessores informaram que ele estava em Rondônia tratando de precatórios com a justiça.

Um comentário:

  1. ESSAS CRIANÇAS AÍ EM CIM NUCA ROUBARAM...POUCO. JÁ OU VIRAM FALARA DA ALTURA DO C.. DO PATO PARA O CHÃO ?/ POIS É: A MORAL DESSA TURMA É MAIS BAIXA DO QUE C.. DE PATO.ESSA DO CENTRO, JÁ GANHOU ATÉ CASA DE EX-PREFEITOS EM TROCA DE... SABE AQUELE NEGÓCIO QUE TODA MULHER TEM E QUE TODO HOMEM SAFADO= OS CASADOS GOSTAM

    ResponderExcluir