quarta-feira, 23 de setembro de 2009

VEREADORES ESTÃO RENDIDOS

Caras e caros,

Desde ontem à tarde um grupo de moradores do assentamento do Incra (PA Amônia), que fica dentro da terra dos índios Apolima-Arara, que tiveram recentemente suas terras declaradas através de uma portaria assinada pelo Ministro da Justiça e publicada no Diário Oficial da União, ocuparam a sede da câmara de vereadores do município de Marechal Thaumaturgo e fizeram refém todos os vereadores. A intenção dos ocupantes é forçar uma negociação com as autoridades, já que pela lei, o assentamento é irregular e todos terão que sair da terra indígena.

Agora a pouco recebemos uma ligação de um líder do povo indígena muito preocupo com a tensão na reunião. O cacique do povo Apolima-Arara voltou a sofrer ameaças de morte e teme por sua vida. Ainda hoje às 15:00h deverá ocorrer uma reunião na câmara de vereadores com algumas autoridades. Os índios, mesmo que sejam convidados, não comparecerão alegando que não teem o que discutir na reunião. Afirmam que fizeram a parte deles e esperam que o Incra e o Ibama, principais responsáveis pela situação ter chegado a esse ponto, é que devem apresentar soluções para os posseiros.

Em 2003 a Funai fez um levantamento dos não-indígenas que moravam dentro da terra dos índios e muitos, erroneamente, foram orientados por representantes do Incra, do Ibama e por políticos, a não aceitarem o levantamento e não prestarem informações. Por esse motivo, muitos estão fora do levantamento fundiário e correm um grande risco de não receberem as indenizações devidas. O argumento sempre foi de que jamais a terra indígena seria demarcada e, principalmente os políticos, davam a garantia aos moradores não-índios nunca seriam retirados. E mais, acusavam o CIMI, entidade que acompanha a luta desde o início, de mentir para os índios.

Nós, do CIMI, estamos imensamente preocupados com a situação e torcemos para que tudo chegue a um bom termo. Não podemos aceitar que pobres fiquem brigando com pobres enquanto os ricos, as instituições federais responsáveis e alguns políticos irresponsáveis tirem o corpo fora e não assumam suas obrigações. Não se pode, por causa de erros das instituições, punir nem os indígenas e nem os não-indígenas de boa fé que se encontram na área.

Lindomar Padilha

Conselho Indigenista Missionário - CIMI Amazônia Ocidental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário