sábado, 20 de junho de 2009

JORNALISTAS PROTESTAM

Campanha: Mudança, já!

Tomará que amanhã mude algumas coisas:

Tati Quebra Barraco apresentando Jornal Nacional

Latino podia apresentar o Globo Esporte

Gilmar Mendes poderia ser o novo coordenador do Profissão Repórter . .

No lugar dos 'focas' podiam colocar garçons, pedreiros, motoboys . . . put'z ficaria bem dinâmico o programa .. . . já que todas essas profissões são iguais . . .

Nelson Jobim podia ser o novo comentarista de segurança pública da Record

Marcelo D2 pode ser o novo ombudsman da folha

E assim por diante . . . .

Enquanto todos clamam por mais educação, o STF contraria e decide que a profissão de jornalista não necessita mais de diploma e isto, infelizmente abre um precedente perigoso para as outras profissões.

Os jornalistas vão ser substituídos nas redações, por capangas sem instrução, pau mandados. A sociedade brasileira foi traída mais uma vez pela a arrogância da vaidade e do poder. Esses ministrinhos, também parecem ser capangas dos grandes monopólios. estão ali, mas não representam a soberania do povo brasileiro. Lamentável a decisão dessa justicinha doente, fétida, desprezível e soberba.

O jornalista é responsável pela informação e formação de um povo. São esses profissionais que esclarecem, denunciam e protegem a nossa sociedade.

Não podemos comparar um jornalista formado, comprometido com a verdade ao "profissional" despreparado sem nenhum vínculo com a área de jornalismo.

A liberdade, seja qual for, será sempre defendida por um profissional jornalista!

Apesar dessa situação lamentável, principalmente com os pareceres mais ridículos que alguém pode acompanhar, afinal de contas, cada parecer dos ministros foi digno de risadas . . . .

Eu tenho meu diploma com orgulho. Sentei sim num banco universitário. Assisti aulas de filosofia. Assisti aulas de ética. Assisti aulas de português.

E não vou rasgar diploma nenhum . . . . .

Chrísna Lima é jornalista da TV 5 em Rio Branco e apresentadora do principal telejornal da manhã da emissora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário