segunda-feira, 11 de maio de 2009

COREN REALIZA SEMANA ACRIANA DE ENFERMAGEM

Durante o evento será lançado uma campanha por melhores salários e condições de trabalho

Conselho Regional de Enfermagem do Acre, fundado há 15 anos, realizará em 17 dos 22 municípios acrianos, uma semana de atividades técnicas, comemorativas e de valorização dos profissionais. A programação da Semana de Enfermagem nas cidades do interior do estado iniciou dia 06 de maio. Em Cruzeiro do Sul, abertura oficial será dia 11, e dia 12 o evento será aberto na capital. Cursos, oficinas, palestras e debates estão no roteiro.

O objetivo é propiciar um maior entrosamento entre os profissionais de enfermagem, acadêmicos da área de saúde, alunos dos cursos técnicos e a sociedade em geral. Será uma semana de resgate dos conceitos históricos do cuidar da pessoa humana, discutindo e fazendo aprofundamentos científicos, aproximando a instituição – COREN – de todos. A idéia e fazer profundas reflexões sobre os rumos da enfermagem no Acre e no país, além de despertar o senso critico da categoria para a mobilização social em busca de melhores condições de trabalho e salário.

É a primeira vez que enfermeiros de diferentes cidades no estado se integram durante uma semana de atividades. O tema deste ano é, “Conhecimento científico, pensamento critico e habilidade político em beneficio da profissão”.

Em Rio Branco, a abertura da Semana, será feito nesta terça-feira, 12, no auditório da Escola Armando Nogueira, às 19h. No ato, o COREN/AC estará lançando um protesto por melhores condições de trabalho nos hospitais e salários. A categoria ficará de luto durante 24 reclamando a falta de políticas públicas eficientes para a enfermagem. O “protesto negro” ocorrerá durante 24 horas quando auxiliares, técnicos e enfermeiros irão trabalhar em postos, hospitais e unidades de saúde vestindo roupa preta em substituição ao convencional uniforme branco. No estado o movimento deverá ganhar adesão de 4.500 profissionais.

“O objetivo é conscientizar as pessoas de que a enfermagem existe e que faz parte do contexto. Vestindo preto, vamos nos destacar dos outros profissionais dentro das unidades hospitalares. Assim a população vai perceber que existe um número muito grande de enfermeiros que estão cuidando dela. Vamos mostrar a força política que a enfermagem tem tanto em nível de governo como de sociedade”. Afirma Jebson Medeiros, 30, presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Acre.

“Queremos estabelecer uma jornada de trabalho de 30 h, semanais para todos os profissionais, criação de uma lei para instituir o quadro técnico de enfermeiros no estado, estabelecer um piso salarial com base na proposta nacional de R$ 1,200”. Explica o presidente do COREN/AC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário