segunda-feira, 25 de maio de 2009

BINHO PROMOVE UM MILITAR DENUNCIADO POR CORRUPÇÃO E OUTRO LOTADO EM SEU GABINETE

Um dos "homens de confiança" do governador também será promovido. Dezenas de militares que esperam há anos uma promoção foram colocados no “final da fila”, como forma de boicote.

O capitão Luciano Dias Fonseca, um dos oficiais que estaria envolvido no desvio milionário de R$ 1,2 na Policia Militar do Acre, segundo denúncia, será promovido pelo governador Binho Marques (PT), no fim de tarde desta segunda feira, 25, ao posto de major. Dias é o responsável pela Companhia de Trânsito da capital. Para ele a felicidade de ver o trabalho reconhecido se confunde com o senso de mais responsabilidade.

De acordo a denúncia formalizada na Corregedoria Militar e no Ministério Público Estadual, Luciano Dias fazia parte do grupo de militares que recebiam gratificações destinadas para agentes penitenciários no valor de R$ 600. O dinheiro era liberado junto com o pagamento mensal de cada servidor, mas os militares nunca desempenharam as funções pagas. Os recursos saiam dos cofres públicos com a "mãozinha" de militares que elaboravam a folha de pagamento da PM, também colaborou com o escândalo a Secretaria de Gestão Administrativa. 106 militares foram indiciados, podem perder a farda e ser expulsos da PM.

Luciano, aparece na lista elaborada pela própria PM que aponta 41 homens da corporação que participavam do esquema fraudulento em todo o estado e estavam sendo investigados. O período que eles receberam para fazer a guarnição de presídios, mas nunca cumpriram o plantão, corresponde de 2007 a 2009.

Militares negam o envolvimento no crime, para completar o comandante Romário Célio, disse que não existiam irregularidades, mas as investigações continuam em sigilo. Pesa também contra Luciano, segundo denúncias da advogada Joana D'arc (ativista em direitos humanos) à justiça, que ele teria entrado na PM pela "janela", sem fazer concurso público, de forma irregular.

Entre os três militares que serão promovidos durante cerimônia de formatura no comando aparece o capitão Atahualpa Batista que passará ao posto de major. Batista teria sido promovido pelo fato de ser um dos homens de "confiança do governador", lotado em seu gabinete. Batista tem boa reputação entre a tropa e trabalha no gabinete militar.

“Ganha o Acre, a Polícia Militar que está comemorando 93 anos de fundação. Os profissionais promovidos são dedicados e capacitados para em conjunto com a corporação possam garantir avanços significativos no Sistema”. Afirmou Márcia Regina, secretária de justiça e segurança pública estadual.

“Os policiais promovidos são exemplos a serem seguidos”, disse Binho Marques, assegurando a idoneidade de todos .

O comandante geral da PM, coronel Romário Célio, destacou as qualidades dos promovidos. “Temos excelentes nomes na corporação. Mas as qualidades desses três se destacaram”.

O que a equipe de governo não esclarece é por que apenas três militares estão sendo promovidos, enquanto dezenas deles aguardam há anos pelo mesmo beneficio assegurado em lei.

Os pm’s que estão na fila de espera dizem que a atitude do governo ao contemplar apenas 3 servidores é uma clara represália aqueles participaram de um protesto recente reivindicando melhores salários.

LEIA TAMBÉM:

COMANDO DA PM SILENCIA MAJOR QUE REPUDIOU PROMOÇÕES FEITAS POR BINHO NA CORPORAÇÃO

Um comentário:

  1. É importante salientar também Fco. que o CAP Luciano, também compõe a lista de oficiais que ascenderam ao cargo de oficial de forma irregular, fato que foi amplamente divulgado pela Advogada Joanna D'Arca. Tenho a impressão que o governador está sendo mal assessorado mais uma vez. Apure os fatos. Cap Atahualpa Parabéns, Major Lúcia idem.

    ResponderExcluir