domingo, 14 de setembro de 2008

Alan Rick “o inquisitor”

Está se tornando ridícula e antipática a atitude do apresentador e jornalista Alan Rick. Tudo que não se precisa mais na mídia televisiva do Acre é um apresentador/jornalista partidário, que defenda posições do partido pelo qual tem simpatia, descaradamente, nas entrevistas que têm feito em seu programa Gazeta Entrevista.


O nobre jornalista foge totalmente de suas funções de entrevistador presumidamente isento e imparcial, quando, faz perguntas capciosas, em tom até agressivo a seus entrevistados, não no sentido de saber a opinião deles, mas, no intuito de encurralar o interlocutor ou induzi-lo ao erro na resposta.


Em todas as entrevistas feitas no programa sobre as eleições 2008, à exceção da entrevista com Raimundo Angelim, que correu solta, deixando o entrevistado à vontade pra dizer o que quisesse. Todos os outros entrevistados, não foram argüidos a respeito dos assuntos propostos, mas sim bombardeados com perguntas e insinuações, tentando fazer o candidato entrevistado cometer algum deslize.


É lamentável esse tipo de atitude, principalmente de um jornalista profissional que não deveria se mostrar tendencioso, principalmente por ser ele, uma pessoa esclarecida, cristão e que tenta passar a impressão de retidão e honestidade. A função dele, como entrevistador não é debater os assuntos com os entrevistados, mas, perguntar e deixar que a pessoa responda. Foi o que ele fez com Raimundo Angelim, que é o candidato dele. Um debate é feito entre candidatos, onde os candidatos fazem perguntas uns para os outros.


Infelizmente em questões que envolvam política, geralmente também envolvem interesses pessoais. Sabemos que é tremendamente difícil para quem vive da mídia no Acre, ter condições de se manter imparcial. Com raríssimas exceções o poder governamental de situação não exerce poder de influência e até mando, sobre os órgãos de comunicação.


Um jornalista, que exerça o jornalismo, não deveria deixar patente qual lado é a sua preferência. Obviamente se tiver o objetivo de ser imparcial.


Apesar de cristão, Alan Rick se orgulha muito da posição que ocupa na imprensa acreana e isso obviamente pesa. Por estar sempre às voltas com personalidades, deixa que a vaidade aflore em pequena quantidade. Ele na realidade nem percebe isso.


Do blog Acreucho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário